Passar para o conteúdo principal

Assistentes Dentários: um papel fundamental nos tratamentos.

Assistentes Dentários: um papel fundamental nos tratamentos.

"Nós, assistentes dentários, devemos conseguir prever o que o médico pode vir a necessitar consoante cada tratamento"

A qualidade dos tratamentos e o conforto dos Pacientes é uma das prioridades do Grupo OralMED Saúde. E isso é algo que é gerido com a ajuda das equipas multidisciplinares das clínicas OralMED Medicina Dentária, dedicadas a prestar o melhor atendimento a todos os que precisam de recuperar a sua Saúde Oral. Mas se é certo que a dedicação das equipas é um fator decisivo na experiência dos Pacientes, a verdade é que o relacionamento e proximidade entre os profissionais de Saúde Oral tem também um papel decisivo. Sendo o Assistente Dentário a função mais próxima de um Médico Dentista dentro de uma clínica.

Estivemos à conversa com a Dra. Tânia Proença e com a sua Assistente, Renata Borrelfo, que trabalham juntas há dois anos nas clínicas OralMED Medicina Dentária. E procurámos saber mais sobre a importância da dinâmica entre ambas durante as consultas.

Qual é o papel dos assistentes dentários?

 

Qual é o papel do Assistente Dentário durante as consultas?

Dra. Tânia Proença: Uma boa assistente deve começar a desempenhar o seu papel com rigor desde a receção. Com simpatia, fazendo com que o paciente se sinta confortável, proporcionando-lhe um ambiente acolhedor e seguro, de forma a reduzir a ansiedade do paciente. Deve cumprir o código deontológico, que passa por respeitar sempre o paciente e providenciar o melhor tratamento possível. No gabinete, tem de ter habilidade técnica para preparar os pacientes para o atendimento, prestar assistência direta, conhecer a anatomia, os passos clínicos/protocolos.

Deve ainda estabelecer ligação com o laboratório protético e dar seguimento aos trabalhos solicitados. E, por último, mas de elevada importância, principalmente nos tempos em que vivemos, deve dominar o conceito de assepsia, que inclui a esterilização, desinfeção de materiais e de superfícies. Uma boa assistente deve também ter um papel pedagógico junto dos pacientes, ajudando o médico dentista a sensibilizá-los para boas práticas e cuidados após os tratamentos. 

Renata Borrelfo: Conhecendo cada método de trabalho, tudo se torna mais dinâmico e os procedimentos de cada consulta correm melhor. Nós, assistentes dentários, devemos conseguir prever o que o médico pode vir a necessitar consoante cada tratamento, caso o conheçamos. Estando um passo a frente, garantimos que o tratamento é feito de forma consistente e fluida.

De que forma é que a dinâmica médico/assistente influencia a experiência do Paciente?

 

De que forma é que a dinâmica entre Médico Dentista e Assistente influencia a experiência do Paciente?

Dra. Tânia Proença: A interação Médico Dentista/Assistente, a comunicação, a linguagem corporal ou mesmo o eye contact pode ser percetível pelo paciente. Assim, torna-se importante ter uma equipa coesa que trabalhe de forma confiante e interaja de forma positiva e assertiva. Desta forma, passará, sem dúvida, mais confiança ao paciente, acabando por dissipar a sua ansiedade e maximizando também os resultados.

Renata Borrelfo: A consulta para o paciente torna-se numa experiência melhor quando existe uma boa relação entre médico e assistente. Se a dinâmica for boa, muitas das vezes o paciente acaba por se acalmar, entrando num estado de conforto e originando por vezes umas gargalhadas (de boca aberta).

No caso contrário, uma má relação entre assistente e médico deixa o paciente muito mais nervoso e ansioso e o tratamento acaba por ser mais doloroso e mais demorado. Se o paciente sentir uma boa vibração entre médico e assistente, sente-se muito mais confortável e acaba por se deixar levar nessa energia fazendo com que o procedimento seja mais fácil. Tanto que muitas das vezes acaba por sair com um feedback positivo, diferente daquele que trazia vindo de outras experiências, noutras clínicas.

O que contribui para um bom trabalho em equipa?

 

O que contribui para um bom trabalho de equipa entre Médico Dentista e Assistente?

Dra. Tânia Proença: De acordo com a minha experiência, os segredos são a cooperação, compromisso, o respeito pelo trabalho de cada um e o espírito de união.

Renata Borrelfo: Acredito que o segredo para um bom trabalho de equipa, é isso mesmo, trabalhar em equipa. Estamos cá uns para os outros, para saber respeitar a posição de cada um e, com bastante comunicação, resolver os possíveis problemas que possam surgir.

 

 

Sobre o Grupo OralMED Saúde

Recorde-se que o Grupo OralMED Saúde é o primeiro grupo português especializado em Medicina Dentária. Com mais de 10 anos de experiência no setor, conta já com mais de 50 unidades clínicas próprias, três laboratórios dedicados e com um contact center, o primeiro especializado na área da Saúde em Portugal.